Rua Avelino Tallini, 171, Lajeado, RS
(51) 3714-7023 •

Consulta Popular, Encontros dos Coredes e eleição da próxima gestão pautam reunião do Fórum

  10 de outubro de 2019   Lucas George Wendt/Codevat
Na manhã desta quinta-feira (10), na sede da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, aconteceu a região mensal do Fórum dos Conselhos Regionais de Desenvolvimento do Rio Grande do Sul (Coredes). O encontro foi conduzido pelo presidente do Corede Vale do Rio Pardo, Heitor Álvaro Petry, e vice-presidente do Fórum.

Entre as pautas, diversos assuntos compuseram a manhã dos coredianos presentes. O programa INOVA RS está sendo, ao longo dos meses de setembro e outubro, lançado em todas as regiões funcionais do Estado. Os Coredes representados na reunião que já receberam os eventos de lançamento do Programa foram convidados a expor sua leitura sobre a iniciativa do Governo.

A presidente do Conselho de Desenvolvimento do Vale do Taquari (Codevat) e 1º Secretária do Fórum dos Coredes, Cintia Agostini, detalhou o lançamento na região funcional 2 — que compreende os Coredes dos Vales do Taquari e Rio Pardo, evento que aconteceu no fim de setembro.

“Foi criado um comitê estratégico para conduzir o que é um comitê técnico. O comitê do VTRP tem 24 pessoas. O comitê técnico tem a tarefa de mapear a inovação nas regiões até o fim do ano. Amanhã acontece uma reunião em Santa Cruz do Sul para definição desses nomes”, revela ela, como uma das ações já realizadas no pós-lançamento. “A grande vantagem do Programa é levar a inovação para todas as regiões do Estado — e juntar pessoas em estruturas que já existem para tratar do tema”.

O XXII Encontro Anual de Avaliação de Planejamento dos Conselhos de Regionais de Desenvolvimento do Rio Grande do Sul também esteve em pauta.

O evento acontecerá em Uruguaiana, na fronteira, nos dias 28 de 29 de novembro. A proposta é envolver a rede de atores do desenvolvimento regional para discutir o papel dos Coredes neste contexto e seus desafios de articulação política e econômica. Uma sugesão preliminar de programação do evento foi apresentada.

Na sequência, a diretora do Departamento de Desenvolvimento Regional (DDR) da Secretaria de Governança e Gestão Estratégica (SGGE), Bruna Blos, socializou o andamento do pagamento dos valores da Consulta Popular votados em 2019, solicitando aos Coredes atenção ao envio dos documentos dos municípios. Bruna também trouxe novidades sobre o pagamento dos R$ 30 milhões votados em 2018, que serão três parcelas igualmente distribuídas entre 2020 e 2022.

O vice-presidente do Fórum, Petry, na sequência das discussões, comentou sobre a questão de repasse de verba de emendas parlamentares de deputados que estão se articulando para encaminhamento de verbas que, sob certos aspectos, possam suplementar os valores colocados à disposição para votação na Consulta Popular pelo Governo do Estado.

A proposta inicial já foi descartada, de empregar cerca de R$ 55 milhões — R$ 1 milhão por deputado —, para as regiões. Um grupo de deputados concorda em se valer das emendas para repasse aos Coredes, outro grupo não.

Uma proposta de emenda coletiva — R$ 24 milhões para Saúde, Segurança e Educação tende a ganhar força na opinião pública e no entendimento dos parlamentares, na opinião dos coredianos. O grupo defende também que os Coredes se envolvam nas discussões. A diretoria do Fórum dos Coredes encaminhará documento à Assembleia Legislativa para abrir o espaço para a discussão.

A eleição da nova diretoria do Fórum dos Coredes foi tema de debate. Será em dezembro, no dia 12. O processo eleitoral será conduzido por uma comissão de três pessoas. As chapas ainda não foram divulgadas oficialmente.

Texto e fotos: Lucas George Wendt/Codevat

Lucas George Wendt/Codevat

Imprensa/Codevat